FECHAR

King Diamond


King Diamond, cujo nome verdadeiro é Kim Bendix Petersen (Copenhague, 14 de junho de 1956), é um cantor dinamarquês de heavy metal, conhecido por sua extensão vocal, especialmente no uso do falsete, maquiagem pesada e apresentações que são bastante teatrais. Sua primeira banda foi Black Rose e em 1980 ele formou o grupo Mercyful Fate. Seus álbuns musicais sempre contam histórias de horror, algumas baseadas em factos reais como é o caso do álbum “The Eye”. A estrutura de seu microfone é feita com ossos humanos.

Após mais de 30 anos de carreira, King Diamond se destaca como um ícone do heavy metal, sendo influência para muitos músicos e bandas até os dias de hoje. O site Loudwire o colocou entre os “10 Vocalistas com agudos mais impressionantes” e foi eleito pelo site VH1 na lista dos “10 cantores de heavy metal com vocal mais agudo”.

King Diamond começou a cantar com o Black Rose, uma banda com influências de rock psicodélico e do hard rock, formada no ano de 1979. Em 1981 formaria a banda Mercyful Fate junto ao guitarrista Hank Shermann, seu primeiro grande projeto, mesclando um completo e obscuro heavy metal com letras explicitamente satânicas. Após a gravação de dois discos que deixaram um grande legado para o metal extremo, formou o King Diamond como projeto solo, na ativa desde 1985, e permanece com sua única banda após o fim do Mercyful Fate em 1999.

Outros projetos com os quais evolveu-se anteriormente foram: Brats, banda de hard rock/punk na qual foi vocalista em 1981, e na banda de heavy metal Danger Zone, no mesmo ano. Também colaborou em 2004 no projeto Probot de Dave Grohl, cantando na canção “Sweet Dreams” do álbum homônimo.

King Diamond começou sua carreira como o notório frontman do hoje cultuado, Mercyful Fate. A banda gravou álbuns no início dos anos 80, hoje considerados clássicos, antes da separação motivada por diferenças musicais.

King Diamond lançou a carreira solo em 1985 com o auxílio do ex-membros do Mercyful Fate Michael Denner, guitarrista e do baixista Timi Hansen. Completavam a primeira formação o guitarrista Andy LaRocque e o baterista Mikkey Dee.[4] A banda gravou um single chamado “No Presents For Christmas” e, logo em seguida, lançaria seu primeiro LP: Fatal Portrait, gravado na primavera seguinte. O álbum se tornou um hit entre a legião de fanáticos do Mercyful Fate que percebeu que o legado vivia na mente obscura e aterradora de King. Fatal Portrait estreou na posição 33 das paradas musicais suecas, e logo surgiu o single “Halloween”, lançado em 6 de junho de 1986.

Maquiagem

King Diamond caraterizou-se desde a era do Mercyful Fate por seu peculiar corpse paint, tendo se transformado várias vezes ao longo de sua carreira. Em diversas ocasiões ele afirmou que inspirou-se em uma maquiagem que Alice Cooper usava no palco.

No início dos anos 80, King recebeu dos Estados Unidos uma carta de Gene Simmons (Kiss), na qual acusava Diamond de ter copiado sua maquiagem (naquela época King usava um estilo muito parecido com o do música americano). Embora a acusação não tenha sido levada adiante, King decidiu por mudar seu look e em pouco empo apareceu com uma maquiagem bem diferente e muito mais chamativa.

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Rádio Pra Quem Tem Atitude!
Scroll Up